Uma Vida Sem Causa é Uma Vida Sem Efeito

Amanhã (03/09/2013) faço 42 anos e eu tenho muito à comemorar pois, além de realizar alguns importantes sonhos, enganei a morte algumas vezes, dei a volta por cima e hoje estou aqui, cheio de vida, saúde, casado com a mulher da minha vida e feliz, muito feliz.
Mas, não foi fácil, não foi nada fácil…
Vou resumir essa minha “aventura” toda.
Vamos lá!
Em 1971, ano em que nasci, aos 8 meses contraio a poliomielite (Paralisia Infantil).
Isso me custou muitas cirurgias, tratamentos intensos e torturantes.
Mas, consegui superar essa doença e mesmo com algumas sequelas, sobrevivi.
309839_281217625236606_1193452306_nNesse tempo meus pais se separam e então, minha vó assume o papel de mãe.
Dela (minha vó) veio todo o carinho e o cuidado que eu precisava.
Cresci num bairro pobre da cidade de São Sebastião chamado Enseada, litoral norte de São Paulo.
Embora a Paralisia Infantil tenha me deixado com algumas sequelas e me fazendo depender de um par de moletas, isso não me segurou.
300134_281217115236657_1559980158_nJoguei bola, corri pelas ruas, empinei pipas, nadei, subi as montanhas para brincar, enfim…
Entendi muito cedo que eu precisava superar minhas dificuldades, minhas limitações e indo contra tudo fui uma criança feliz dando muito trabalho à minha vózinha/mãe.
Um belo dia, um Domingo de 1982, eu com 11 anos de idade, a família toda estava reunida na casa da vovó para um almoço.
Em um determinado momento vovó diz à um tio que nas rachaduras da calçada de sua casa havia um formigueiro e não havia o que matasse aquelas formigas que sempre que passávamos ou sentávamos na tal calçada, picava à todos.
Esse tio pediu que comprasse um litro de álcool, em seguida, pediu que todos se afastassem de perto dele.
Derramou um pouco desse álcool na rachadura onde havia o formigueiro, riscou um fósforo, jogou dentro da rachadura e ao pegar fogo, não atentou para a garrafa de álcool em suas mãos e o fogo subiu até essa garrafa, explodindo e como ventava muito, o vento levou toda essa chama pra cima de mim e de minha vó que estava ao meu lado.
Fomos atingidos em cheio.
Minha vó teve queimaduras superficiais.
Já eu fui atingido em cheio, em chamas da cintura pra cima e ali eu achei que a minha vida iria acabar.
Fechei os olhos, sentindo uma ardência dilacerante, encostado numa parede, esperei a morte, foi quando senti um empurrão, alguém me batendo com algumas almofadas e assim conseguiu apagar o fogo.
Era o tio que tentava matar as formigas com o álcool e que, por um milagre, não se queimou também.
Fui levado às pressas ao hospital com queimaduras sérias em 50% do meu corpo.
Alguns meses depois, estava eu em casa, brincando feliz na sala de minha vó.
Mais uma vez enganei a morte e apenas algumas cicatrizes me acompanham até hoje.
Mesmo com todos esses acontecimentos que poderiam resultar negativamente em minha vida, me jogando num mar de lamentações, ergui a cabeça e influenciado pelos meus primos músicos, aprendi a tocar violão e passava quase que o dia todo cantando e tocando.
Mais tarde, em 1993, resolvo me mudar pra Campinas integrando um grupo vocal onde permaneço por 5 anos viajando o país inteiro fazendo shows.
380650_466152920076408_388966060_n Em 2004 participo de um programa de TV chamado “Programa Raul Gil” onde permaneço como calouro por 5 meses sendo finalista.
PQAAAPoT2PQfXpg5guFwNux044xH3W6fYF1EM8UAGStXSZ33jyBhXgJ9zogksdDxaaYVjjdUNxG5jH54xGQIH8Dr71gAm1T1UF3HyhV4UDkZlkBlCPnPmBBroUq3Em 2007 gravo meu primeiro CD chamado “Canto Insistente”.
576749_259833837449320_1731071883_nEm 2009 vou à mais um programa de tv chamado “Astros”, onde também sou finalista e nesse programa entrego um CD com 5 canções minhas para os jurados.
hqdefault (3)Algumas semanas depois recebo uma ligação de um dos jurados dizendo que escolhera uma música minha para tema de abertura de uma novela.
Essa canção é gravada por Flavio Venturini e abre a novela chamada: “Vende-se Um Véu de Noiva”
0Em 2010 lanço o CD “Simples” e desse disco, 3 canções são executadas nas principais rádios do país.
480231_259833857449318_589180426_nEm seguida, na divulgação desse CD, participo de vários programas de rádio e TV.
hqdefault (1)Então, depois de tudo que passei e vivi até aqui, o que me moveu, além de uma vontade incontrolável de me superar, é que nunca fui um cara satisfeito e estar sempre insatisfeito, na verdade, é o que me fez nunca desistir de seguir em frente.
Aprendi que os Covardes nunca tentam, os fracassados nunca terminam, os vencedores nunca desistem.

2 thoughts on “Uma Vida Sem Causa é Uma Vida Sem Efeito

  1. Wander!
    Parabéns, muitas felicidades… Sucesso sempre.
    Linda a sua história. Vc batalhou e hoje vc é um sucesso, Deus permitiu que vc tivesse uma voz linda para que pudesse nos encantar com às suas melodias.
    Bjs querido…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s