Em Stand By

Há 25 anos venho me dedicando incansavelmente à música.
Já gravei dois bons discos, já participei de programas de TV´s, já emplaquei duas músicas em rádios importantes espalhadas pelo Brasil, já tive música gravada por Flávio Venturini, música tema de abertura de novela, etc…
Trabalhei muito nessa vida e continuo trabalhando arduamente.
Porém, recentemente resolvi mudar de ares e voltei a morar onde tudo começou.
Litoral Norte de São Paulo, Caraguatatuba.
Muitos acham que por eu ter voltado à morar em minha cidade, desisti de tudo.
Não, definitivamente, não!
Eu só cansei de correr atrás do vento.
Vou explicar.
Vivemos no Brasil, na minha opinião, um momento complicado musicalmente.
Onde o que é bom é ruim e o que é ruim é bom.
Quero deixar bem claro que não estou generalizando.
Existem canções que odeio, mas, não quer dizer que sejam ruins.
Porém, há muita porcaria rolando por aqui.
Acho até que há espaço para todo tipo, gênero musical, mas, o que tem acontecido é uma massificação cruel em que só determinado estilo de música é que “é legal”.
Para os demais estilo há um espaço muito restrito, com um público muito seleto.
É comum andarmos nas ruas e ouvirmos no último volume “pérolas” como Funk, Sertanejo Universitário, Forró, mas, jamais se ouve, com a mesma intensidade um Jorge Vercillo, Djavan, João Bosco, Maria Rita, Pedro Mariano e por aí vai.
Por isso achei que era inútil continuar trabalhando uma carreira com a seriedade que eu vinha trabalhando, investindo em melhores estúdios, músicos de primeira, pagando fortunas às rádios para executar minhas músicas, etc e resolvi abandonar essa ideia, NÃO A CARREIRA!
Mas, ainda sonho em um dia isso tudo mudar e torço para que a galera aqui no Brasil logo caia na real e entenda que o que ouvem ou consomem musicalmente é lixo.
Isso mesmo: LIXO!
Aí sim, talvez eu volte a batalhar uma carreia mais sólida e intensa como fiz nesses longos 25 anos.
No mais, continuo aqui, morando em minha cidade, perto da família, vivendo uma vida mais tranquila, tendo um contato mais próximo à natureza, sobrevivendo dignamente da música, cantando nos bares locais e esperando pacientemente a oportunidade de voltar a batalhar minha carreira com mais otimismo e gaz renovado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s